Reunião de Oncologia da APFH: uma "ferramenta" para "melhorar a qualidade de vida do doente oncológico"

24/05/22
Reunião de Oncologia da APFH: uma "ferramenta" para "melhorar a qualidade de vida do doente oncológico"

A Associação Portuguesa de Farmacêuticos Hospitalares (APFH) tem como foco a "formação dos farmacêuticos hospitalares" dotando-os de "ferramentas" para a prossecução do seu exercício profissional em pleno. Neste contexto, esta sexta-feira regressa a reunião de Oncologia da APFH. Em entrevista, a presidente da comissão organizadora, Dr.ª Brenda Madureira, partilhou os demais objetivos pretendidos com a iniciativa, agendada para os dias 27 e 28 de maio, no Dom Pedro Hotel Vilamoura, no Algarve.

Estão convidados a comparecer na 12.ª Reunião de Oncologia da APFH todos os farmacêuticos hospitalares com especial interesse na especialidade ou que desempenhem funções na área da farmácia oncológica movidos pelo desejo de “aprender e atualizar os seus conhecimentos neste setor que é tão importante”, caracteriza a figura principal da comissão organizadora da edição deste ano, Dr.ª Brenda Madureira.

As expectativas depositadas pela comissão organizadora quanto à adesão dos participantes são grandes correspondententes com a participação crescente que tem decorrido desde 2010, ano de estreia deste evento. Assim sendo, a Dr.ª Brenda Madureira expõe que haverá 30 oradores de distintas classes profissionais desde médicos e farmacêuticos “todos eles com elevada experiência em Oncologia”. Atualmente as contas da comissão organizadora estão nos 160 participantes representando, na opinião da presidente do evento, “o interesse crescente na área da farmácia oncológica”.

Questionada sobre o contributo que a reunião deterá no âmbito da formação e da especialização dos farmacêuticos hospitalares, partilha o desejo de que os colegas “consigam atualizar os seus conhecimentos de modo a poder contribuir ativamente, tanto para o estabelecimento de planos terapêuticos integrados eficazes e seguros, e não só para melhoria dos resultados em saúde, mas sobretudo para ajudar o doente oncológico a ter uma melhor qualidade de vida”.

Em temos de programa científico, a principal responsável explana que no primeiro dia vão ser tidas em conta temáticas focadas, concretamente, no agnosticismo em Oncologia; na abordagem de tratamento de populações especiais e novas perspetivas para o tratamento do cancro do pulmão e do mieloma múltiplo; a vacinação do doente oncológico; por fim, a uniformização dos cuidados farmacêuticos em Oncologia.

No segundo dia vão ser abordados temas dedicados à farmácia oncológica baseada no valor; à apresentação de modelos de partilha de risco; e ao tratamento do cancro da mama triplo-negativo.

Um programa que a presidente da reunião deposita que seja do “agrado de todos os participantes”.

Vídeo

Partilhar

Publicações