SNS poupou mais de 15 milhões graças ao abem:

26/05/22
SNS poupou mais de 15 milhões graças ao abem:

O cumprimento das terapêuticas, que foi proporcionado pelo programa abem:, evitou mais de 15 milhões de euros de custos ao Serviço Nacional de Saúde (SNS). Eis uma conclusão do estudo de Avaliação de Impacto do Programa abem:, apresentado esta quarta-feira, dia 25 de maio. A News Farma avança pormenores desta iniciativa na ótica das Dr.as Paula Dinis e Ema Paulino e da Prof.ª Doutora Maria de Belém Roseira. Assista à reportagem e veja a galeria de fotos.

De acordo com o estudo, estima-se que apenas em episódios de urgência e internamentos evitados pelo cumprimento das terapêuticas proporcionado pelo programa abem:, foram poupados mais de 15 milhões de euros ao SNS, entre maio de 2016 e dezembro de 2020.

A estimativa, que integra o já citado estudo, foi divulgada durante a Conferência abem:, que teve lugar na Associação Nacional das Farmácias (ANF), em Lisboa. No rescaldo deste encontro, a Dr.ª Paula Dinis, presidente da Associação Dignitude, a Prof.ª Doutora Maria de Belém Roseira, associada fundadora da Associação Dignitude, e a Dr.ª Ema Paulino, presidente da ANF, indicaram à News Farma aspetos e particularidades do abem:.

Lançado há seis anos pela Associação Dignitude, o programa conseguiu chegar a mais de 21 mil pessoas e mais de 12 mil famílias. Assim, segundo as previsões do mesmo estudo, se o abem: beneficiasse as 864 mil pessoas que deixam de comprar medicamentos por não os conseguirem pagar, com o apoio de 147 milhões de euros, seria possível alcançar uma poupança potencial superior a 600 milhões de euros em internamentos e episódios de urgência.

Além da apresentação de dados, os temas debatidos na conferência conduziram à reflexão sobre o acesso da população portuguesa mais carenciada à saúde e aos medicamentos. Estiveram presentes neste encontro o presidente da APIFARMA, Dr. João Almeida Lopes, o secretário de Estado adjunto e da Saúde, Dr. António Lacerda Sales, entre outros, a vice-presidente do Instituto da Segurança Social, Dr.ª Catarina Marcelino.

Vídeo

Partilhar

Publicações